Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov Foto: Ministério das Relações Exteriores da Rússia/Divulgação via REUTERS

Rússia expulsa 45 diplomatas poloneses, anuncia Ministério das Relações Exteriores

Polônia expulsou diplomatas russos no mês passado; funcionários devem deixar o território russo até esta quarta-feira (13)

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia afirmou que vai expulsar 45 diplomatas poloneses da Rússia nesta sexta-feira (8), em resposta à expulsão da Polônia de 45 diplomatas russos.

“Como resposta às ações hostis da Polônia para expulsar diplomatas russos, com base no princípio da reciprocidade, 45 funcionários da Embaixada da República da Polônia e dos consulados gerais da República da Polônia em Irkutsk, Kaliningrado e São Petersburgo foram declarados ‘persona non grata’”, disse o Ministério das Relações Exteriores russo em comunicado publicado no Telegram.

“Eles devem deixar o território da Federação Russa antes do final do dia 13 de abril. A nota correspondente foi entregue ao embaixador da Polônia na Rússia”, disse o aviso.

O embaixador polonês em Moscou, Krzysztof Kraevsky, foi convocado ao Ministério das Relações Exteriores da Rússia nesta sexta para expressar “forte protesto” contra a decisão da Polônia de expulsar 45 diplomatas russos como persona non grata, segundo o comunicado.

Persona non grata significa literalmente “uma pessoa indesejada”.

“Foi dito ao embaixador que consideramos este passo como uma confirmação do desejo consciente de Varsóvia de finalmente destruir as relações bilaterais. A responsabilidade por isso é inteiramente do lado polonês”, disse o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

Atualmente, a Polônia, um país-membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), é o local que mais recebe refugiados ucranianos que deixaram o país devido à guerra.

Fonte: https://www.cnnbrasil.com.br