Geraldo Medeiros, secretário estadual de saúde

VACINAS DE ADULTOS EM CRIANÇAS – Secretário Estadual de Saúde pede investigação ao Ministério Público Federal

O secretário estadual de saúde, Geraldo Medeiros, disse ao blogdomarcoslima, na manhã deste sábado (15), que pediu  ao Ministério Público Federal investigações sobre as denúncias de que crianças de comunidades da cidade de Lucena teriam sido vacinadas contra a covid-19 com vacinas para adultos, antes mesmo que o Governo Federal disponibilizasse para a Paraíba o lote de vacinas infantis para serem distribuídos nos municípios.

Geraldo Medeiros considerou muito grave o ocorrido e afirmou que, se as denúncias forem confirmadas, as punições devem ser seríssimas. “Tomei conhecimento ontem à noite do acontecimento e comuniquei diretamente ao Ministério Público Federal. As providências cabíveis elas são adotadas pela Justiça. A prerrogativa da vacinação é pelo município que tem a atribuição de capacitar e treinar e distribuir as vacinas. A partir da entrega das vacinas, a responsabilidade é dos municípios”, afirmou o secretário estadual de saúde.

Geraldo Medeiros disse ainda que, tanto a  Secretaria de Saúde de Lucena quanto a Vigilância em Saúde Municipal serão convocados pelo Ministério Público Federal para serem ouvidos.

O CASO

A denúncia de que crianças de comunidades da cidade de Lucena teriam sido vacinadas com vacinas para adulto, antes mesmos das vacinas para crianças chegarem na Paraíba, veio a público nesta sexta-feira, através das redes sociais. A mãe de duas crianças, uma delas de 5 e outra de 7 anos de idade divulgou vídeo pedindo esclarecimento sobre a vacinação dos seus filhos, já que o Governo Federal ainda não havia liberado vacinas para crianças no país.

A genitora das crianças postou também cartão de vacinação. Os menores foram vacinados com a Pfizer e, de acordo com o cartão de vacinação dos mesmos, isto ocorreu no último dia 7.

AUDIO DO SECRETÁRIO GERALDO MEDEIROS

Por Marcos Lima