RATEIO DO FUNDEB – Profissionais da educação de Lucena questionam divisão dos recursos

Os profissionais da educação do município de Lucena já estão perdendo a esperança de receberem um grande valor referente ao rateio das sobras dos recursos do Fundeb, após informações extraoficiais de que não passaria da importância de r$ 1.500 para cada um. Nesta quarta-feira (12), diversos trabalhadores procuraram a redação do blogdomarcoslima para questionar a forma como se procede essa divisão. São cerca de 400 pessoas vinculadas ao magistério e o valor a ser rateado gira em torno de R$ 5 milhões.

“Não temos mais fé de receber o abono de acordo como manda a Lei, depois de informações de que só iríamos receber R$ 1.500”, afirmou um profissional da educação, que tem direito ao rateio e que pediu para não ter seu nome divulgado devido a represálias. “Como pode em uma sobra de mais de 5 milhoes dividida para 400 funcionários a conta ser essa? Sr. Prefeito, Sr procurador, sr secretário de administração e finanças, onde ESTÁ esse dinheiro?”, acrescentou.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lucena (Sintramul), apesar dos insistentes apelos para participar dos estudos da divisão dos valores, tem ficado de fora, conforme admitiu a presidente da entidade, Dilma Inácio. A entidade aguarda até esta sexta-feira (14) o encaminhamento dos fatos e, a partir da próxima segunda-feira já admite uma reunião com o procurador da prefeitura, Rogério Falcão e representantes das Secretarias de Administração e Finanças.

Por Marcos Lima