Vereadores de Lucena pedem afastamento do secretário de saúde e demais envolvidos no caso do “Erro Vacinal”

Seis dos nove vereadores que integram a Câmara Municipal de Lucena, em reunião ocorrida na manhã desta segunda-feira (17) decidiram, por unanimidade, emitir uma “Nota Pública” pedindo o afastamento de todos os envolvidos no caso do “Erro Vacinal”, onde crianças foram vacinadas de forma inadequada com vacinas que seriam destinadas a adultos.

Estiveram presentes à reunião os vereadores Arnóbio Menezes, Sibiu, Andréia de Zé de Basto, Chico de Dulce, Sandro Toscano e Jair das Chagas. O presidente Keninho justificou ausência afirmando que se encontrava numa reunião importante em João Pessoa. Ângelo Inácio alegou problemas pessoais, enquanto que Josefa dos Santos (Lica) não pôde comparecer por estar com a mãe com problemas de saúde.

Os parlamentares não pouparam o secretário municipal de saúde, Antônio Paulo. Ele, segundo os parlamentares, deve ser o primeiro a ser afastado, já que ocupa uma importante pasta e que deveria ter mais comprometimento.

Os vereadores ainda decidiram que vão cobrar uma apuração rigorosa dos fatos, seguida de devidas punições, bem como irão se reunir com as mães das crianças vacinadas de forma irregular, no sentido de ouvir delas a real situação, além de prestar apoio necessário.

Blog do Marcos Lima