Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Sindifisco decide greve para pressionar chefes a entregarem cargo ao Governo Federal

O Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal (Sindifisco) informou nesta quinta (23) que vai decidir em assembleias se entra em greve.

“A pauta prevista é para decidir pela paralisação da categoria, para referendar a entrega de cargos, que já está ocorrendo”, diz a nota do sindicato.

Até esta quarta-feira (22), já eram 324 os auditores que entregaram cargos de chefia.

O movimento ocorre após o Congresso aprovar o Orçamento de 2022 com cortes de recursos para bancar o reajuste dos salários de policiais federais.

Diz a nota à imprensa:

“O Sindifisco Nacional fará ao longo do dia assembleias telepresenciais com a categoria em todo o país a respeito das ações a serem tomadas diante dos cortes orçamentários na Receita Federal, do descaso e quebras de compromisso do governo para com a categoria. 

A entrega de cargos envolve o compromisso de que ninguém irá ocupar o cargo que o outro entregou.

A assembleia também definirá se a categoria partirá para a operação padrão na Aduana, se adotará o desligamento dos projetos nacionais e regionais, e o não preenchimento de relatórios gerenciais.

Quando tivermos o resultado da deliberação da assembleia , enviaremos nova nota”.

Fonte: O Antagonista