Lucena ganha Estaleiro para fabricação de embarcações para uso comercial

A Empresa Brisen Lodna Ehf Brasil vai se instalar no município. Protocolo de intenções foi assinado nesta sexta-feira (1º) entre Prefeitura, Cinep e representante da empresa estrangeira.

* Investimentos de R$ 11,7 milhões

* 150 empregos gerados

* 75% serão mão de obra dos lucenense

* Primeira empresa de muitas que ainda estarão para chegar

* Até final do ano deve se iniciar a construção

A Prefeitura de Lucena, o Governo do Estado (por meio da Cinep) e a empresa Estaleiro Brisen Lodna Ehf do Brasil, assinaram na manhã desta sexta-feira (1º), protocolo de intenções para a instalação da primeira empresa no município, na gestão do prefeito Léo Bandeira. “Essa é apenas o início de muitas que poderão ser instaladas na cidade”, disse o gestor municipal.

A futura empresa a ser instalada será a Estaleiro Brisen Lodna Ehf do Brasil, de sociedade estrangeira, que, inicialmente tem projeto para investir na ordem de R$ 11,7 milhões, gerando 150 empregos imediados, dos quais, 75% destinados aos lucenenses. “Isso é um passo muito importante. Lucena tem um potencial muito grande e foi um compromisso nosso de proporcionar o fortalecimento da economia em nosso município. Acho que o passo é esse, a gente trazendo os investimentos para cá”, afirmou Léo Bandeira.

O protocolo de intenções foi assinado no auditório do hotel Costa Brava e, antes do evento, a Câmara Municipal de Lucena havia aprovado por unanimidade a doação de um terreno para que a empresa venha a ser instalada. A mesma será fixada na Via Local 03 – Loteamento Encontro das Aguas, SN, Lote 0005, Quadra 324, no bairro da Guia e sua celeridade surpreendeu o diretor presidente da Cinep-PB, Rômulo Polari Filho, que representou o governador João Azevedo na solenidade.

Cinep parabeniza agilidade

“E aqui faço toda a ressalva ao empenho do prefeito…parabenizar a Câmara de Vereadores pela velocidade, pela agilidade com que deu essa resposta. Fui pego de surpresa, não saberia que chegaria hoje aqui e já encontraria esse ato feito pelo Poder Legislativo Municipal. Então, toda a população de Lucena, um empreendimento de fora do país, é uma empresa de ponta que inicialmente vai gerar 150 empregos, então, isso é uma coisa muito importante, sobretudo num momento desse de pandemia que se encontra”, afirmou.

O presidente da Cinep disse também que o órgão tem feito no Estado a captação de empresas internacionais. “Este é um trabalho que a Companhia de Desenvolvimento do Estado faz, captar empresas internacionais. É bom registrar que está vindo para Lucena um estaleiro de um país da Europa, a Islândia…isso será um primeiro passo para muitos outros que poderão vir e virão, enaltecendo essa vocação natural que tem da aproximação do rio e do mar. Vamos transformar isso, como Lucena numa grande referência aqui no nosso Estado no que diz respeito à produção de embarcação”, assegurou Rômulo Polari.

Em sua Razão Social, a empresa Estaleiro Brisen Lodna Ehf do Brasil tem voltada sua atividade principal para a Construção de embarcações para uso comercial e para usos especiais, exceto de grande porte, enquanto que suas atividades secundárias são: Fabricação de artefatos de material plástico para uso na construção, exceto tubos e acessórios; Construção de embarcações para esporte e lazer; Comércio varejista de embarcações e outros veículos recreativos; peças e acessórios; Manutenção e reparação de embarcações e estruturas flutuantes, e; Manutenção e reparação de embarcações para esporte e lazer.

Marcelo Pereira Lima, representante da empresa e que esteve na solenidade, fez uma explanação de como funcionará a empresa em Lucena, informando que se sente muito feliz devido ao empreendimento ter vindo a Lucena. “Pra mim é uma grande satisfação ter atraído esse investimento para a Paraíba e, em especial, para o município de Lucena”, afirmou ele, acrescentando que “essa obra é uma pequena amostra. É um projeto piloto. Um investimento de R$ 11,7 milhões, mas que a empresa tem projetos muito mais ambiciosos para se instalar no Estado”, garantiu.

De acordo com o representante da empresa, a instalação não vai demorar. “Acredito que a gente consiga resolver rapidamente essa parte burocrática de aprovação de projetos e acredito que ainda esse ano a gente inicia a obra”, revelou.

Por Marcos Lima

FLAGRANTES DA ASSINATURA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *