Em Lucena, comerciantes fazem apelo para que Polícia deixe eles trabalharem em paz

Donos de bares e restaurantes na cidade de Lucena se dizem incomodados com os “vexames” que vem passando diariamente, quando são obrigados pela Polícia Militar a fechar seus estabelecimentos comerciais a partir das 23h. “À noite é o melhor horário para ganharmos algum dinheiro a mais, no entanto, somos obrigados a baixar as portas”, disse uma trabalhadora que teme represália caso seu nome seja revelado.

Muitos deles estão usando as redes sociais e grupos de watsaap para apelar ao prefeito de Lucena, Léo Bandeira, no sentido de que os ajudem. “Prefeito, faça alguma coisa por nós”, afirmou outro comerciante, clamando por uma posição do gestor no sentido de intervir junto aos policiais militares.

Os comerciantes falam até em uma passeada ou carreata nas ruas centrais de Lucena. Eles alegam que a pandemia da Covid 19 tem trazido sérios transtornos financeiros a todos e que, é no período noturno que seus estabelecimentos são mais procurados por turistas e populares.

“Enquanto os policiais não fecham bar por bar, eles não ficam satisfeitos. A noite é o horário melhor para ganharmos um dinheiro a mais, no entanto, quando dá 23h, a Polícia Militar chega e sai fechando tudo. Gostaríamos que o prefeito Léo Bandeira nos ajudasse”, declarou outra comerciante.

Por Marcos Lima

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *