SEM ALTERNATIVA: Enfermagem poderá fazer uma paralisação nacional

Por Edson Gomes

Na última segunda-feira (21/06) numa reunião com o Senador Rodrigo Pacheco, presidente do Senado Federal, o senador Fabiano Contarato, autor do PL 2564/2020 que trata do piso nacional da enfermagem e da Jornada de 30 horas, ouviu do presidente a intenção de negociar o valor do piso salarial proposto pelo PL 2564/2020 e retirar do projeto a jornada de 30 horas semanais.

A atitude do presidente do Senado despertou na enfermagem um clima de insatisfação generalizado, contra qualquer tipo de acordo que altere a íntegra do projeto do senador Fabiano Contarato.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco se comprometeu a convidar, representantes da Federação Nacional dos Enfermeiros e dos sindicatos da categoria e fazer uma proposta para a enfermagem sobre o PL 2564/2020. Entre a modificação da proposta estão a possibilidade a retirada da jornada de 30 horas semanais e estabelecer um novo piso salarial que possa compreender valores que sejam a média nacional.

Sem alternativa para ver prosperará suas demandas no Congresso Nacional e cansados de tanto esperarem, os profissionais de enfermagem de todo pais continuam mobilizando-se para, não havendo uma solução, efetivarem a possibilidade de uma paralisação nacional no dia 30/06.

A paralisação, que ainda não está definida em quais termos, será uma resposta da categoria a falta de reconhecimento à categoria que aglutina o maior contingente de profissional de saúde, é a maior responsável pela vacinação dos brasileiros e esteve na linha de frente no combate a pandemia e ainda não tem piso salarial e jornada de trabalho definida.

_____________________________________

EDSON GOMES – Colunista, enfermeiro e Policial Militar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

%d blogueiros gostam disto: