Promotor José Guilherme Lemos

Promotor apura suposta venda de “Boletim de Ocorrência” em Delegacia da Polícia Civil da Capital

Policiais civis lotados na 11ª Delegacia Distrital, no Bairro do Valentina, em João Pessoa, teriam cobrado taxas para a confecção de boletim de ocorrências, neste período de pandemia da Covid 19. A denúncia está sendo apurada pelo Ministério Público da Paraíba, através do promotor de Justiça José Guilherme Soares Lemos, coordenador do Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial no MPPB.

Na última sexta-feira, dia 18, o promotor Guilherme Lemos fez publicar no Diário Oficial Eletrônico do Ministério Público, Extrato de Promotoria Nº 001.2021.024320, onde faz referência a Portaria de Instauração  do Procedimento Administrativo (Extrajudicial), tornando público as diligências que estão sendo feitas.

De acordo com o promotor de Justiça, o objetivo é de averiguar no âmbito da Polícia Civil denúncia referente a cobrança de taxas para a confecção de boletim de ocorrência por policiais civis lotados na 11ª Delegacia Distrital do bairro do Valentina de Figueiredo .

A Portaria que instaurou o Procedimento Adminstrativo (Extrajudicial) é do último dia 9 e os policiais são suspeitos da prática de corrupção passiva.

Por Marcos Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

%d blogueiros gostam disto: