No dia do Jornalista, Gilmar Mendes homenageia profissionais. Em 2009 ele foi relator do Recurso que acabou com o diploma para a profissão

Compartilhar

Relator do Recurso Extraordinário 511961 que, em 2009 acabou com a obrigatoriedade do diploma de jornalismo para o exercício da profissão, o ministro Gilmar Mendes, na tarde desta quarta-feira, durante sessão no Supremo Tribunal Federal, fez altos elogios aos jornalistas brasileiros em  comemoração ao dia 7 de Abril, comemorado nacionalmente como sendo o Dia do Jornalista.

“Antes de encerrar, gostaria de aproveitar essa oportunidade, Senhor Presidente, para prestar uma homenagem a todos os profissionais jornalistas pelo seu dia 7 de abril. Esses profissionais, que exercem função essencial à democracia, têm atuado como os principais fiduciários e divulgadoras das informações estratégicas de combate à pandemia do novo Coronavírus. É o jornalismo livre, independente e plural que ainda nos permite exercer a nossa cidadania e realizar uma verdadeira accontability da atuação dos gestores públicos neste momento”, afirmo o ministro, com a “amnésia” de que, foi ele o maior responsável pela extinção da obrigatoriedade do diploma de jornalismo emitido pelos Cursos de Comunicação Social para o exercício da profissão.

Em 2009, o  ministro Gilmar Mendes, votou contrariamente à exigência do diploma de jornalismo como requisito para o exercício da profissão. Na opinião dele, a Constituição Federal de 1988, ao garantir a ampla liberdade de expressão, não recepcionou o decreto-lei 972 /69, que exigia o diploma.

Confira os elogios do ministro:

gilmar mendes – elogios a jornalistas

Em 2009, voto contra a obrigatoriedade do diploma. Confira

diploma_jornalismo gilmar mendes

 

BLOG DO MARCOS LIMA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

%d blogueiros gostam disto: