Governo anuncia auxílio de R$ 1 mil para trabalhadores de bares, restaurantes e eventos

O governo também prometeu negociar impostos com descontos e parcelamentos, além de uma linha de crédito para micro e pequenos empreendedores.

O Governo do Piauí divulgou, neste domingo (14), um auxílio financeiro de R$ 1 mil para trabalhadores de bares, restaurantes e eventos devido aos impactos econômicos da pandemia da Covid-19 nesses setores. Em vídeo publicado nas redes sociais, o secretário estadual de Fazenda, Rafael Fonteles, anunciou outras medidas:

  • Novo Refis para débitos de ICMS e IPVA com redução de juros, multas e parcelamento maior;
  • O governo solicitou ao Simples Nacional a prorrogação de 90 dias do pagamento dos impostos de março, abril e maio;
  • Nova linha de financiamento da Agência de Fomento do Piauí de até R$ 50 milhões para micro e pequenos empreendedores com maior agilidade e taxas reduzidas.

“Em função dessa segunda onda da pandemia da Covid-19, o governo do estado estabeleceu um conjunto de medidas econômicas para reduzir os efeitos gerados por essa crise sanitária”, disse Rafael Fonteles.

Trabalhadores de bares, restaurantes e eventos receberão auxílio financeiro, segundo governo do estado — Foto: Marcelo Brandt/G1

Trabalhadores de bares, restaurantes e eventos receberão auxílio financeiro, segundo governo do estado — Foto: Marcelo Brandt/G1

Segundo o secretário, o auxílio aos trabalhadores de bares, restaurantes e eventos será coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Piauí. “Sem dúvida esse é um segmento bastante afetado por essa pandemia”, afirmou

O governo não informou a partir de quando e como os interessados poderão solicitar alguma das medidas. Os detalhes deverão ser anunciados em breve.

Atividades não-essenciais

Polícia Militar fiscaliza toque de recolher durante a pandemia da Covid-19 em Teresina — Foto: Reprodução/TV Clube

Polícia Militar fiscaliza toque de recolher durante a pandemia da Covid-19 em Teresina — Foto: Reprodução/TV Clube

Bares, restaurantes e eventos são algumas das atividades não consideradas essenciais e que terão seu funcionamento reduzido a partir do dia 21 de março, de acordo com anúncio do governo do estado, no sábado (13), de novas medidas restritivas para combater o agravamento da pandemia.

Segundo o governo, as atividades comerciais não-essenciais só poderão funcionar de segunda a quarta-feira. Além disso, o toque de recolher será a partir de 21h. O decreto ainda não foi publicado.

Conforme o governo, de quinta-feira a domingo, dias em que somente os serviços essenciais poderão funcionar, também serão suspensas as atividades presenciais em escolas, igrejas e academias de ginástica.

Fonte: globo.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

%d blogueiros gostam disto: