Parceria Seap/Fundac garante fabricação de sandálias para socioeducandos

Compartilhar

A Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap), por meio da Gerência de Ressocialização (GER), está fabricando sandálias para os jovens das unidades socioeducativas da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice Almeida” (Fundac). As peças são produzidas por reeducandos do sistema prisional que fazem parte do projeto “Calçados para Liberdade” e que têm sua pena remida em um dia para três dias trabalhados.

O contrato, por meio do Conselho da Comunidade de João Pessoa – órgão vinculado ao juízo da Vara da Execução Penal da Capital, foi firmado nesta semana. Com a logomarca da Fundac, o primeiro lote de 900 pares de sandálias será entregue nos próximos dias.

Esta é uma das ações integradas discutidas entre a gestão estadual e o Conselho da Comunidade de João Pessoa para contribuir com políticas eficientes de ressocialização no sistema penitenciário. Os projetos foram discutidos em setembro do ano passado pelo governador João Azevêdo com o secretário de Administração Penitenciária, Sérgio Fonseca; o secretário executivo, João Paulo Barros; o juiz da Vara da Execução Penal da Capital, Carlos Neves da Franca, além do presidente do Conselho, Thiago Robson dos Santos.

A fábrica de sandálias funciona na Penitenciária Desembargador Sílvio Porto, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa, e foi inaugurada em 31 de outubro de 2019. O secretário Sérgio Fonseca ressaltou a importância fundamental das parcerias nestes projetos de ressocialização: “A ressocialização tem sido alvo da gestão e investir e acreditar no ser humano é dever não só das instituições, mas da sociedade.  A ressocialização é um dos caminhos possíveis de se acreditar”.

De acordo com o gerente executivo da Ressocialização (GER) João Sitônio Rosas Neto, o público interessado em adquirir as sandálias – a exemplo de formandos e noivos – pode se dirigir à sede da GER, localizada na rua Diogo Velho, número 180, centro de João Pessoa, ou fazer contato pelo Instagram @ger.seappb.

O projeto de reinserção social de apenados conta com a parceria do Conselho da Comunidade de João Pessoa, Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil e Instituto Viva Cidadania. Foram investidos no projeto da fábrica de sandálias mais de R$ 30 mil na aquisição de seis maquinários com capacidade de produção para 1.200 pares de sandálias por dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Categorias

%d blogueiros gostam disto: